My life in English

Aiming to be a Canadian citizen.

Posts Tagged ‘claro’

Tarifas de celular no Brasil estão entre as mais caras do mundo

Posted by fabianovasconcelos on 23 de March de 2010

Pesquisa da consultoria europeia Bernstein Research sobre as telecomunicações aponta o Brasil como um dos três países com as mais altas tarifas de telefonia celular do mundo, junto com a África do Sul e a Nigéria. O estudo levou em conta o Produto Interno Bruto (PIB) e os preços médios das tarifas em 17 países.

No Brasil os usuários dos serviços de telefonia móvel pagam em média US$ 0,24 o minuto, valor similar aos US$ 0,23 da Nigéria e os US$ 0,26 da África do Sul. Entre os países com tarifas mais baixas e com PIBs próximos ao do Brasil estão a Índia, onde a tarifa é de US$ 0,01, a Indonésia e a China onde o minuto custa em média US$ 0,03. Rússia, Egito e México têm tarifas de US$ 0,05 e se aproximam do valor praticado nos Estados Unidos. Entre os países europeus, a Espanha tem o minuto mais elevado do bloco com US$ 0,21. O Reino Unido pratica a tarifa mais baixa: US$ 0,14.

O grande vilão das altas tarifas, segundo Robin Bienenstock, analista sênior da Bernstein Research, é a taxa de interconexão ou VUM (Valor de Uso Móvel), tarifa que as operadoras pagam umas às outras pelo uso de suas redes. A analista destaca que em alguns países da Europa a taxa de interconexão foi quase zerada para incentivar o uso da telefonia celular. “Não dá para colocar a culpa apenas nos impostos. Outros países da América Latina e Caribe, como o Chile conseguiram reduzir em 50% o valor do VUM, afirma a analista. Para ela, não é surpresa que no Brasil 82% dos celulares são pré-pagos, ou seja, apenas recebem chamadas.

As operadoras celulares argumentam que manter o cliente pré-pago, que gasta em média R$ 8 por mês, não remunera o serviço e gera lucros mais baixos em países em desenvolvimento, afetando o valor do minuto. Essa distorção se reflete em lucros antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (lajida) menores que a média mundial, diminuindo a capacidade de investimento na operação.

Elcio Zilli, vice-presidente de regulamentação da Vivo, aponta que o ciclo de investimentos em redes móveis, de dois a três anos, é muito mais rápido que a das redes fixas. Aqui 35% da receita das operadoras móveis vem da interconexão e mexer aí exigiria colocar algo no lugar, como a queda de impostos, sob pena de aumentar ainda mais as tarifas, diz o executivo.

Para a consultoria, a queda na taxa de interconexão em um primeiro momento poderá reduzir o lucro das operadoras móveis, mas incentivará o uso do celular para fazer chamadas e outros serviços, compensando a queda da receita.

As tarifas de interconexão são negociadas entre as operadoras móveis e fixas e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que homologa o valor. O VUM do fixo para o móvel custa em torno de R$ 0,40 o minuto e do móvel para o fixo R$ 0,025. No começo, foi um incentivo para a telefonia móvel, incipiente no Brasil, mas criou-se um desequilíbrio.

Segundo Luiz Cuza, presidente da Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas (TelComp), a Anatel planeja rever as taxas de interconexão mas antes será necessário fazer um estudo sobre o modelo de custos nas telecomunicações, definido após a avaliação de uma série de variáveis para determinar os gastos das empresas com a prestação dos serviços, o que pode atrasar ainda mais essa decisão. O modelo de custos também deve analisar o peso dos impostos, que no Brasil representam em média 42% das tarifas, enquanto a média mundial é de 17%.

“A agência deve prover estabilidade regulatória para as operadoras que investiram no Brasil, sem a quebra brusca das regras. Desde a privatização das telecomunicações, o Ministério das Comunicações baixou em 50% as taxas de interconexão”, afirma Nelson Mitsuo Takayanagi, gerente geral de comunicações pessoais terrestres da Anatel. Ele destaca que a agência já contratou uma consultoria que tem até 18 meses para analisar o modelo de custos e apresentar recomendações.

Sem um aumento de renda, o assinante pré-pago continuará gastando o mesmo valor com telefonia celular independente da queda da tarifa. Além disso, vai usar mais a rede e a operadora terá que investir mais e aumentar o preço de outros serviços no pós-pago, gerando outro desequilíbrio. “No fim das contas, para compensar a queda do VUM, as empresas poderiam optar por aumentar o preço do minuto pós-pago para não perder margem de lucro”, diz Takayanagi. Para ele, a escala de serviços, já alcançada em países desenvolvidos, é outra variável a ser considerada.

Robin Bienenstock, da Bernstein Research, reforça que o corte na tarifa de interconexão não provocaria queda de investimentos das operadoras celulares no Brasil, um dos mercados de maior crescimento de telefonia móvel entre os emergentes. “Nos países de maior renda não há mais aquisição de novos usuários”, afirma.

As altas tarifas do VUM no país têm incomodado as operadoras fixas, principalmente aquelas que não têm serviços móveis. No fim de 2007, a GVT entrou na Justiça contra a taxa do VUM, reivindicando uma queda de 50% no valor. “No Brasil as operadoras celulares querem ganhar com a tarifa de interconexão e não com a prestação de serviços”, diz Gustavo Gachineiro, vice-presidente Jurídico da GVT.

A empresa paga para as operadoras móveis R$ 0,28 e deposita R$ 0,08 em juízo. Para o executivo, o valor justo seria de R$ 0,18. “Mesmo assim, esta já seria uma das tarifas de interconexão mais altas do mundo”, argumenta Gachineiro. A GVT também recorreu à Secretaria de Direito Econômico (SDE) para que o setor de telefonia móvel seja auditado em seu modelo de custos o mais rápido possível para que fique demonstrado a distorção do valor da interconexão.

A Comissão Europeia publicou uma recomendação orientando as operadoras da região a baixarem as tarifas a patamares entre € 0,03 e € 0,01 até 2012. Takayanagi, da Anatel, afirma que as operadoras brasileiras estão cientes desse horizonte mundial e devem se preparar para esse cenário gradualmente. Outra variável que deve entrar na conta da queda do preço do minuto no Brasil é a redução dos impostos sobre os serviços e o uso dos fundos de universalização das telecomunicações para subsidiar as tarifas do celular pré-pago.


O artigo acima foi escrito por Ana Luiza Mahlmeister, publicado no jornal Valor Econômico (28/01/10)

Advertisements

Posted in Nerd & Geek, Política | Tagged: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

CLARO 3G: UM SERVIÇO DE MERDA! NÃO COMPREM!!!

Posted by fabianovasconcelos on 15 de May de 2009

Esse é você amanhã, no caso de você inventar de contratar a Claro 3G! Não se baseie em "histórias bem sucedidas do fulano de tal". Depois não diga que eu não avisei!

Esse é você amanhã, no caso de você inventar de contratar a Claro 3G! Não se baseie em "histórias bem sucedidas do fulano de tal". Depois não diga que eu não avisei!

ATENÇÃO ACIONISTAS DA CLARO: LEIAM ISTO ANTES DE INVESTIR DINHEIRO NESTES PAPEIS! VOCÊS VÃO PERDER DINHEIRO! FUJAM ENQUANTO HÁ TEMPO! A REVOLUÇÃO ANTI-CLARO ESTÁ LANÇADA!

Quer pagar os seus pecados? Pois contrate os serviços da Claro 3G! Eu mesmo estou pagando todos os da minha vida e de mais 10 encarnações a frente com esse produto do demônio! Se eu fosse aqui relatar TUDO que eu já tive que passar (e continuo passando) com essa mineradora de dinheiro dos otários (como eu), certamente eu gastaria umas quatro horas postando e vocês mais quatro horas lendo.

Com Claro 3G é assim: a conexão cai constantemente, a velocidade é uma lástima, o atendimento via call center é uma bomba. É tudo pura enganação! Não acreditem na falsa publicidade desta empresa estelionatária que vende um serviço mas que não entrega que preste! Estelionatária sim, pois quem vende um produto ou serviço e não entrega para o consumidor ou entrega de modo insatisfatório, se configura crime de estelionato (ou o popular conto do vigário). Vejamos o que diz o Código Penal Brasileiro a respeito do crime de estelionato:

Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

Pena – reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, e multa.

Uma empresa que se propõe a oferecer determinado tipo de serviço deve investir dinheiro em recursos para que aquele serviço seja satisfatório. Se ela propositalmente não a faz, deixando o serviço inacessível ou insuficiente, estará lesando os seus clientes que pagam em dia, responsavelmente. Se ela afirma nas propagandas em TV, Jornal, WebSite, OutDoor, BusDoor que pode cumprir com a sua obrigação e na realidade não cumpre, é caso de polícia! 171, meus amigos!!!

Quem experimentou cancelar o serviço (de merda) via telefone, ouviu clara e explicitamente da atendente que, mesmo você reclamando, se indignando, esperneando, a Claro vai te cobrar a multa recisória do contrato. Isso é ou não é prática típica de estelionato?

Tão achando que estelionato é só coisa de malandrinho pé-de-chinelo que quer ganhar uns trocados na vida? É não, meus amigos! Também é coisa de multinacional! Isso só acontece no Brasil, onde as autoridades permitem! Em países civilizados essa gente já estaria PRESA!!!

Bom, vamos aos resumos dos fatos que estão abalando a minha vida:

No ano passado, em um mês ao qual não me lembro, tive a infelicidade de comprar um modem da Claro 3G em um quiosque desses de hipermercado. O atendente me falou que em 24 horas o serviço estaria ativado e funcionando perfeitamente. Ao final das 24 horas, ele sequer funcionou, nem lento, nem rápido. O mesmo vendedor disse ainda que o serviço poderia ser cancelado com ele próprio em até 72 horas, no quiosque, e após 48 horas da compra do produto+serviço (MD300 da SonyEricsson + Claro Banda Larga(?)), ainda sem funcionar nada, eu fui lá atrás de devolver o produto. Ele me disse que receberia, mas que não iria assinar nenhum recibo de devolução e nem me dar nenhuma garantia de que eu não receberia nenhuma cobrança posteriormente. Eu, como não sou otário, sabendo que isso iria ocorrer, levei um documento pra que ele assinasse e se comprometesse com tudo que ele havia me dito anteriormente sobre a devolução do aparelho e cancelamento do serviço. Ele, obviamente, não quis assinar, mas foi só eu ameaçar chamar a polícia e fazer um escândalo no hipermercado que ele rapidinho concordou em dar o visto nas coisas que ele mesmo havia me dito anteriormente. Consegui, finalmente, o cancelamento do serviço (que nunca existiu) e a devolução do modem. O estorno do valor no cartão de crédito foi problemático, mas essa é uma outra história.

Como a internet no Brasil é uma das mais caras do planeta, eu fiquei aqui a ver navios, sem nenhum tipo de conexão, por um bom tempo. Certa vez a minha esposa me falou: “Amor, interessante, a internet da claro da fulana nunca deu problema e da outra fulana também não. Por que só a tua que deu?” E eu fiquei alí, a pensar, desesperado por uma internet, qualquer que fosse (menos discada), então resolvi reconsiderar a possibilidade de contratar a Claro novamente. Pois bem. Errar é humano, repetir o erro é equino. Então eu dei uma de equino. Fui na loja da claro, falei com a gerente, deixei que ela me convencesse em comprar essa porcaria de novo, contei o meu drama anterior, ela fez o bicho funcionar na hora e eu saí feliz da vida da loja, com a minha nova internet. Como eu estava feliz!

Dia após dia as coisas foram piorando. A conexão não parava mais em pé! Caindo direto. A velocidade? Em muitos casos tive de baixar arquivos a 0.53KB/s!!! E isso não é coisa rara, não! É bem comum, até.

Quando você tenta reclamar pelo 1052 eles te deixam esperando pelo menos 20 minutos no telefone, quando a lei fala em no máximo 1 minuto. Finalmente eles não te resolvem nada. Falam que vão fazer uma atualização não sei aonde, no sistema num sei de quê, mas não se enganem: é só papo furado pra se concretizar o CRIME DE ESTELIONATO. Da última vez que eu liguei reclamando, pedi a gravação do atendimento, como me é de direito. Já faz mais de um mês e nada de gravação chegar no meu e-mail. A ANATEL, comparsa da Claro e das outras operadoras, diz que não pode fazer nada por mim e que ela é apenas um instrumento de leva e trás de reclamações, ou seja, estamos pagando impostos para a manutenção de uma agência reguladora que não serve pra absolutamente NADA! É uma denuncia grave? Pois é, o caso É GRAVE! E eu desafio a CLARO a provar que eles não estão praticando o estelionato.

Hoje eu fui no PROCON de Fortaleza pra tentar resolver a minha situação, mas como eu cheguei 10 da manhã, não existia mais senhas pra mim. Aliás, o guarda me disse que as senhas são limitadas e distribuidas a partir das 7 da manhã e depois de 8 horas não tem nem perigo de ainda existir alguma senha. Eu teria que faltar aula pra pegar uma senha nesse horário. Ainda que eu conseguisse uma senha, teria de perder a manhã inteira esperando a minha vez. PORRA! PRA QUE É ENTÃO QUE EU PAGO UMA RUMA DE IMPOSTO? PRA SER TRATADO COMO SE ESTIVESSEM ME FAZENDO UM GRANDE FAVOR? EU TENHO QUE MADRUGAR E ME ESPREMER PRA PEGAR UMA SENHA DE UM SERVIÇO PÚBLICO???

É por isso que as empresas de telefonia fazem o que querem. Porque sabem que no Brasil a impunidade impera. Eles sabem (e mantêm) esse sistema. Eu não tenho dinheiro pra pagar um advogado particular. Defensoria Pública ainda é pior que o PROCON. Lá, pra você conseguir atendimento tem que chegar de MADRUGADA! Depois de pegar uma senha, ainda tem que esperar chegar a sua vez, sabe Deus que horas. A única saída que me resta é a Internet! E agora que eu peguei corda e fiquei puto da vida, ninguém me segura mais!!!

O meu objetivo, com este post é EXPLICITAMENTE E ASSUMIDAMENTE negativar a imagem da Claro perante a sociedade, (se é pra sacanear, vamos ver agora quem tem mais poder de fazer sacanagem), bem como alertar as pessoas mais incautas que não façam a burrice que eu fiz nenhuma vez, quanto mais duas!

O meu plano é de 250kbps. Vejam só o teste de velocidade que eu fiz no site do RJNet: esta velocidade aí tá é boa! Ruim mesmo é quando fica abaixo dos 10Kb/s, o que não é nada raro!

O meu plano é de 250kbps. Vejam só o teste de velocidade que eu fiz no site do RJNet: esta velocidade aí tá é boa! Ruim mesmo é quando fica abaixo dos 10Kb/s, o que não é nada raro!

Eu estou me associando com pessoas como eu, igualmente indignadas com a Claro pra desmascarar esta corja. Interessados em ajudar nesta causa humanitária: postem abaixo deste tópico a sua intenção, porque juntos nós podemos!

Querem saber mais sobre estelionato? Olha esses links aí, ó…

http://www.acim.com.br/cartilha/index.html

http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/cp171a179.htm

Quer ver o tanto de gente indignada com a Claro espalhada pelo Brasil inteiro? Clique aqui.

Depois eu posto mais coisas. Isso é só o começo. Um grande abraço a todos!

Foi dado o recado! Depois não digam que não foram avisados!

Posted in Genéricos, mas de confiança! | Tagged: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 54 Comments »